Como utilizar o eSIM no Brasil?

Índice

É inevitável que, nos dias atuais, um número cada vez maior de pessoas passe a demandar o eSIM. Isso pode ocorrer por necessidade, como no caso de compradores dos iPhones 14 ou modelos superiores oriundos dos EUA, ou até para aqueles que desejem usar duas linhas no mesmo aparelho, em modelos que possuem tal limitação.

No entanto, desde o lançamento do eSIM no Brasil em 2019, houve pouca evolução e, frequentemente, o chip virtual estava associado a dificuldades e visitas às lojas físicas das operadoras.

Entretanto, aparentemente, isso está começando a mudar, e todas as três principais operadoras (Claro, TIM e Vivo) estão começando a apresentar soluções para a obtenção da linha virtual de forma mais simples, diretamente em sua residência. Essas soluções vão desde funcionalidades nativas do sistema operacional do telefone até aplicativos específicos.

Neste artigo, vamos explicar como você pode resgatar sua linha existente e/ou comprar uma nova linha nas principais operadoras do mercado:

Claro

A Claro tem um histórico de oferecer funcionalidades nativas na Apple, como o caso do Visual Voicemail, e com o eSIM não foi diferente.

Graças ao iOS 17.2, você poderá efetuar a conversão diretamente do SIM card para SIM utilizando as ferramentas nativas do sistema. Para tal, basta ir em Ajustes > Celular > selecionar a linha que deseja migrar > Converter para eSIM.

Exemplo de como a opção deverá aparecer caso esteja disponível em sua linha.

Em seguida, basta seguir as instruções na tela, que consistem em autorizar a conversão usando a biometria via FaceID ou TouchID e aguardar que os novos perfis sejam baixados e aprovados no sistema da operadora.

Pop-up que deverá surgir assim ao utilizar a função de Converter eSIM.

Apesar de ser feita diretamente pelo sistema da Apple, ainda depende da autorização da operadora para a migração. Por isso, nem todos podem estar aptos a realizar a migração. Até o momento, não há indícios da realização desse processo em telefones Android, embora a Samsung também possua tal funcionalidade.

Nos meus testes, foi possível efetuar a conversão de modalidades do SIM em linhas Pré-paga e Flex, portanto, é provável que não haja limitações relacionadas aos planos. Se não estiver vendo o botão, uma recomendação é retirar e reinserir o SIM físico. Esse processo auxilia o iPhone a buscar novamente os parâmetros que a operadora fornece para a linha, e isso pode incluir a autorização para trocas de chips.

Vivo

A Vivo decidiu seguir um caminho oposto ao da Claro e, em vez de usar ferramentas nativas, preferiu incluir a conversão de SIMs diretamente em seu aplicativo, o App Vivo.

A escolha da gigante brasileira tem muitos pontos positivos, como a possibilidade de realizar a troca para eSIMs em dispositivos Android e iOS, além de garantir que, se algum problema ocorrer durante o aprovisionamento, você possa solicitar outro eSIM imediatamente.

Para fazer a troca, conversão ou migração para outro telefone é simples, basta abrir o app Vivo, tocar na guia “Meu Plano” e selecionar o botão eSIM, que deve aparecer no carrossel de opções. O processo só pode ser feito pelo titular da linha, pois a biometria facial é exigida.

Botão eSIM sendo exibida na guia Meu Plano, do App Vivo.

Como o aplicativo mantém um cache com as opções que podem ser exibidas, algumas pessoas podem não ver o botão eSIM imediatamente, então pode ser necessário reinstalar o app. Mesmo assim, há relatos de que usuários de planos Pré e Vivo Total ainda não tenham acesso a essa opção, embora a operadora negue que o serviço seja limitado a planos, exceto pelo Vivo Easy, que realmente não possui a funcionalidade ainda.

Se a linha estiver apta a realizar a migração, ainda na tela de eSIM, será possível encontrar uma opção de Ativar eSIM ou Trocar eSIM. Após tocá-la, basta seguir todas as instruções na tela e o chip virtual será disponibilizado de maneira integrada ao sistema e toda a instalarão ocorrerá sem que você precise digitalizar códigos.

Tela Ativar eSIM sendo exibida na primeira ativação.
Tela Trocar eSIM para casos onde o cliente já tenha a modalidade de SIM.

A Vivo ainda dispõe de lojas através do WhatsApp que podem te ajudar nos casos que a opção não aparece no aplicativo Meu Vivo, realizando os procedimentos de migração e te fornecendo uma foto do QR Code.

O atendimento por WhatsApp é simplificado e te solicitará informações pessoais como o CPF e o número de telefone que deseja atendimento e ainda os números EID1 e IMEI2 do telefone que deseja instalar o eSIM. Para segurança, será obrigatório efetuar a biometria por meio de um link que o suporte irá te fornecer.

Recomendamos a utilização da Loja Vivo Praiamar, que dispõe de um alto índice de satisfação para a realização da migração para eSIM, porém fique de olho nos horários de atendimento. Por se tratar de uma loja física, é possível que eles possam levar alguns minutos para responder devido a demanda no local.

Tim

A Tim optou pela forma mais básica e toda a migração deve ser feita manualmente, acessando o site http://trocadechip.tim.com.br (sim, com http) usando a internet da própria operadora.

A identificação do cliente deve ser feita automaticamente, bastando confirmar os dados pessoais, como CPF, e inserir um código SMS que deverá chegar em sua linha.

Ao final do processo, um código QR será gerado e deverá ser salvo para ser escaneado pelo telefone onde deseja ter a linha instalada. O processo de instalação por QR Code varia de modelo para modelo.

No entanto, há relatos de que apenas clientes dos planos pós estejam conseguindo fazer essa migração no momento.

  1. O EID (Embedded Identification Document) é um conjunto de 32 números e único para cada telefone que possui eSIM. ↩︎
  2. IMEI (Identificação Internacional de Equipamento Móvel) é um número de identificação global e está disponível acessando *#06# de qualquer telefone. ↩︎